meus pés

Standard

Tenho observado meus pés, nestes dias horizontais, que seguirão até que o primeiro broto da nova vida aponte na alma. Cercando a pele, refazendo-se da cicatriz, do corte profundo onde algo informe resolveu nascer, crescer e me transformar no que eu não era, eu não era. Num breve estalar, na doma do tempo, estarei de volta. O broto eu sou, as folhas me são, tenho fé, tudo cura, tudo é novo, sou bela esperança. A cada dia deitada nessa cama, eu renasço. E meus pés. Eles me seguem.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s